Faculty


Prof. Dr. Luiz Paulo da Moita Lopes


Doutorado

Universidade de Londres, 1986. Orientador: Henry G. Widdowson. Tese: Discourse Analysis and Syllabus Design: An Approach to the Teaching of Reading Comprehension.

Áreas de interesse

Discurso e práticas identitárias em contextos institucionais (escola, família, mídia, hospital, sindicato, comunidades de samba, de hip-hop etc.); Letramentos escolares e não-escolares (digitais, midiáticos etc.) como espaços de construção das identidades sociais.

Projetos de pesquisa encerrados

  • Discurso, narrativa e construção de masculinidades na escola (2000-2003)
  • Letramentos, discursos midiáticos e os processos de construção das identidades sociais (2004-2008)
  • Letramentos escolares e não-escolares: discurso midiático, performances e re-descrições identitárias (2009-2010)
  • Letramentos digitais: singularidade do ethos, performances narrativas e identitárias (2010-2014)
  • Letramentos digitais: performatividade em um mundo de fluxos linguísticos, textuais e humanos (2014-2018)

 

Projeto de pesquisa em andamento

LETRAMENTOS DIGITAIS: PERFORMATIVIDADES QUEER NA INTERSECÇÃO DE SEXUALIDADE, RAÇA, CLASSE SOCIAL E IDADE (2018 – atual)

Resumo: Este projeto enfoca os letramentos digitais como práticas sociais, nas quais a vida social está em construção. Especificamente, estuda performatividades queer, na intersecção de sexualidade, raça, classe social e idade no mundo digital, nomeadamente, no whatsup, em aplicativos para encontros afetivo-sexuais e no facebook, assim somo os recursos semióticos multimodais mobilizados em tais performatividades. Está baseado em teorizações queer, em uma visão performativa da linguagem, em estudos da chamada sociolinguística performativa ou da sociolinguística da linguagem como recursos semióticos, operando desse modo com teorizações pós-estruturalistas da linguagem. Procura dar conta dos efeitos semânticos forjados na vida social performativamente em meio à intensa mobilidade em que vivemos, em nossos tempos desterritorializados, fluidos e de fronteiras esmaecidas, nos quais nossas performatividades passam a ser onlineOffline ao mesmo tempo. Para tal, o projeto faz uso de uma metodologia etnográfica do fluxo ou do texto em circulação, complementada por instrumentos tradicionais da etnografia digital. Os construtos teórico-analíticos para estudar tais performatividades são indexicalizações, entextualização-descontextualização- recontextualização (trajetórias textuais) e escalas, que parecem dar conta da natureza maleável e contingente dos significados no mundo contemporâneo, notadamente no mundo digital, assim como da intensa reflexividade metapragmática em que os atores sociais estão envolvidos.

Divulgação científica

--