Faculty


Profª Drª Paula Szundy

CV Lattes

Pós-doutorado

Instituição: King’s College London
Período: setembro de 2015 a fevereiro de 2016
Título do projeto: Práticas de letramentos na formação inicial de professores de inglês como língua adicional

Doutorado

Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), 2005. Orientadora: Maria Antonieta Alba Celani. Tese: A construção do conhecimento no jogo e sobre o jogo: ensino-aprendizagem de LE e formação reflexiva.

Áreas de interesse

Formação de professores; ensino-aprendizagem de línguas, gêneros discursivos e ensino de línguas.

Projeto de pesquisa em andamento

Práticas de (multi)letramentos, ideologias linguísticas e políticas no/para o ensino-aprendizagem e formação de professores de inglês como língua adicional (2016)
 
A expansão do uso do inglês como recurso de comunicação em contextos transnacionais, potencializado pela sua utilização como língua franca/adicional por falantes de línguas maternas diversas, pela pluralidade etnolinguística dos grandes centros urbanos e pelo papel que os usos das novas tecnologias desempenham no fluxo de pessoas e informações na contemporaneidade, têm levado à problematização da tradicional ênfase das práticas de ensino e aprendizagem e formação de professores em modelos nativos linguística e culturalmente idealizados. De forma semelhante, a ideologia sobre a existência de modelos de letramentos autônomos pautados no desenvolvimento de habilidades de compreensão e produção escrita que podem ser reificadas em contextos diversos também tem sido objeto de escrutínio a partir de uma visão ideológica dos letramentos que defende o caráter situado e ideológico das práticas de letramentos (STREET, 1984; 2009). É, portanto, a partir de ideologias cristalizadas (VOLOSHINOV, 1929 [1999]) que defendem que tanto aquilo que chamamos de inglês quanto o que valorizamos como práticas de letramentos são sempre situados histórica, cultural e institucionalmente, que o presente projeto busca compreender e problematizar as práticas de letramentos e políticas linguísticas que orientam processos de ensino-aprendizagem e formação de professores de inglês como língua adicional em esferas educacionais diversas. Para tal, parte de uma perspectiva etnográfica dos letramentos (STREET, 2009; LEUNG; STREET, 2012a, 2012b), da concepção de multiletramentos (COPE;  KALANTIZIS et al, 2000), da filosofia da linguagem do Círculo de Bakhtin (BAKHTIN, 1920-24 [2010]; VOLOSHINOV, 1929 [1999]; BAKHTIN, 1953 [2003]), da noção de ideologia linguística (KROSKRITY, 2004; WOOLARD, 1998) e de discussões sobre inglês como língua franca/mundial/internacional/adicional (RAJAGOPALAN, 2004; CANAGARAJAH, 2006; DEWEY; LEUNG, 2010; JENKINS; COGO; DEWEY, 2011; PARK; WEE, 2011; entre outros) para: a) compreender as práticas de letramentos e políticas linguísticas que orientam o processo de construção de conhecimento de inglês como língua adicional no ensino básico e/ou superior; b) compreender/problematizar as ideologias linguísticas expressas pelos participantes dessas práticas; c) compreender/problematizar as relações de poder legitimadas e/ou abaladas por/nessas práticas; d) problematizar/refletir sobre os letramentos, as ideologias linguísticas e relações de poder observadas nas microssituações das práticas de letramento em foco em relação ao macro-contexto institucional e cultural em que tais práticas bem como as visões dos participantes sobre elas estão engendradas.

 

Projeto de pesquisa concluído

2013: Práticas de Linguagem em diferentes áreas do conhecimento na escola pública (PLIEP)

Projeto de pesquisa vinculado ao Núcleo de Pesquisas em Ensino e Aprendizagem de Línguas (NUPEL)