Faculty


Profª Drª Luciana Marino do Nascimento


Pós-Doutorado

Instituição: Universidade Federal do Rio de Janeiro (Programa Ciência da Literatura)
Período: Março de 2009 a março de 2010
Título do projeto: João do Rio: pintor da vida moderna

Doutorado

Universidade Estadual de Campinas. 2003. Orientadora: Vilma Sant´Anna Arêas. Tese: Entre Paris e Lisboa: a modernidade de Cesário Verde.
 

Áreas de interesse

Historiografia literária. Cidade e discurso literário, modernidade e discurso urbano, cidade e imprensa.
  

Projetos de pesquisa encerrados

Cartografias urbanas: a Belle Époque e seus avessos, centros e margens (CNPq – 2013-2016).

Projetos de pesquisa em andamento 

CARTOGRAFIAS URBANAS: CENTRO E MARGENS (2017 – atual)

Resumo: A cidade como palco de lutas e de encenação para o progresso nascente tornou-se um lócus privilegiado para o estudo das representações sociais. A passagem do século XIX para o XX configurou-se no imaginário social como um período de grandes transformações econômicas, advindas de um progresso material que se apoiava nas conquistas da ciência, com reflexos no campo artístico-literário. Esse século consolidou os “tempos modernos”, revelando os avanços conquistados pela técnica e pela ciência, mas também apresentando seus desdobramentos. Para tanto, foi decisiva a entrada de novos personagens, até hoje, no cenário da literatura e das artes em geral: os trabalhadores, a cidade e sua pobreza e as mulheres destituídas de elegância. No decorrer do século XIX, as noções de progresso, modernidade e civilização estavam identificadas com a Europa e foram apropriadas por muitas cidades latino-americanas que começavam a se destacar em fins do século. Interessa-nos estudar os discursos sobre a cidade e a modernidade veiculados na imprensa e na literatura, em fins do século XIX/início do século XX.

Divulgação Científica

https://https://invencaodobrasil.me/sobre/
https://acidadeeasletras.com/